Myanmar Clássico
(Pacote terrestre com vôos domésticos)

 

1º Dia (Quarta):  Yangon
Chegada a Yangon. Recepção no aeroporto. Traslado ao hotel. Ao entardecer, visita ao maior destaque de qualquer visita a Yangon: o templo Shwedagon. As torres desse templo se erguem a frente da cidade. É o lugar mais sagrado do país e foi construído para abrigar oito relíquias do cabelo de Buda. Shwedagon e os santuários ao redor são especialmente incríveis durante o entardecer, já que a Stupa (tipo de monumento que é uma espécie de torre circundada por uma abóbada) dourada reflete as mudanças de cores do crepúsculo. Pernoite.

2º Dia (Quinta): Yangon • Bagan (C•A)
Café da manhã. Traslado ao aeroporto para embarque em voo de Yangon a Bagan. Traslado. Visita aos pontos turísticos de Bagan: é uma espetacular planície que se estende do rio Ayeyarwaddy, em que é possível encontrar vários templos que contam com mais de 800 anos de antigüidade. Visita aos templos: Shwezigon Paya: o rei Anawrahta iniciou a construção do templo de Schwezigon para guardar algumas das relíquias de Buda. A construção foi finalizada por seu sucessor, o rei Kyansittha, entre 1086 e 1090. No princípio, o templo de Shwezigon delimitava o extremo norte da cidade de Bagan. A elegante forma de sino da stupa se tornou o protótipo para praticamente todas as demais stupas de Myanmar. Templo Gubyaukhyi em Wetkyi-Inn: este templo foi construído no início do século XIII e foi reparado em 1468. Os grandes e coloridos murais sobre a vida de Buda e a distinta arquitetura desse templo o tornam um lugar muito interessante. Ananda Pahto: um dos maiores, mais conservados e mais reverenciados templos de Bagan. Acredita-se que tenha sido construído por volta de 1105 pelo rei Kyanzittha. Esse templo com proporções perfeitos anuncia o final do estilo próprio do período inicial de Bagan e o início do período médio. Templo de Gubyaukgyi em Myinkaba: este templo foi construído em 1113 por Kyanzittha, filho de Rajakumar. É famoso por seus estuques bem conservados dos muros exteriores que datam do século XII. As magníficas pinturas datam da construção original do templo e são consideradas as pinturas originais mais antigas de Bagan. Templo de Manuha: o templo de Manuha foi construído em 1059 pelo rei Manuha, rei de Thaton, que chegou cativo a Bagan, capturado pelo rei Anawrahta. Nele se conserva a combinação incomum de quatro imagens de Buda, das quais em três aparece sentado e em uma aparece reclinado. Conta-se que este templo foi construído por Manuha para expressar seu desagrado por seu cativeiro em Bagan. Shwesandaw Paya: em 1057, o rei Anawrahta construiu este templo depois de sua conquista de Thaton. Esse é o primeiro monumento de Bagan no qual as escadas partem dos terraços inferiores com forma quadrada até a base redonda da Stupa. Esse templo é ideal para contemplar os maravilhosos entardeceres de Bagan. Ao finalizar as visitas dos templos, visita a uma oficina de produtos de laca: os povoados do entorno de Bagan são conhecidos por produzir a mais delicada laca de Myanmar.  Pernoite.
 
3º Dia (Sexta): Bagan (C•A)
Café da manhã. Continuação, visitando os seguintes templos: Templo de Mahabodhi: inspirado pelo Mahabodhi em Bodh Gaya, na Índia, esse templo foi construído durante o reinado do rei Nantaungmya (1211 - 1234). Os templos deste tipo só foram construídos durante o último período Bagan e o Mahabodhi é o único deste estilo em Bagan. Templo de Dhamayangyi: o trabalho de alvenaria deste templo está entre um dos mais delicados de Bagan. Construído no século XII, não se sabe exatamente que rei iniciou sua construção. Algumas fontes dizem que foi o rei Narathu, outros dizem que foi construído um pouco antes, durante o reinado do rei Alaungsithu. Templo de Sulamani: construído em 1181 pelo rei Narapatisithu, este templo é um dos melhores exemplos do estilo que caracterizou os templos posteriores, mais sofisticados. Estuque esculpido em moldes, fachada e pilastras representam parte do trabalho ornamental mais delicado de Bagan, e estão relativamente bem conservados. Templo de Nandamannya: Este pequeno templo de uma só câmara data do século XIII. Nas pinturas murais do exterior, se pode ver relatada a historia da "tentação de Mara". Templo de Thatbyinnyu: Este templo se eleva 61 metros e é um dos monumentos mais altos de Bagan. Também é conhecido como o templo "onisciente" e seu tamanho enorme faz que seja um exemplo clássico do período médio de Bagan. O rei Alaungsithu construiu o templo Thatbyinnyu no século XII.  Visita ao mercado de Nyaung U. Pernoite.

4º Dia (Sábado): Bagan • Mandalay (C•A)
Café da manhã. Traslado ao aeroporto para embarque em Café da manhã. Traslado ao aeroporto para embarque em voo de Bagan a Mandalay. Visitas aos pontos turísticos em Mandalay. A última capital da Birmania real, Mandalay segue sendo uma das maiores cidades de Myanmar e um centro cultural e espiritual. Ao lado se encontra Sagaing, lugar de residência de sessenta por cento dos monges do país, enquanto que os artesãos de Mandalay continuam fabricando as peças mais delicadas de Myanmar. Pela manhã, visita a Mahamuni Paya. A imagem consagrada de Mahamuni é talvez a imagem mais venerada de Myanmar e está coberta por 15 cm de folha de ouro. Os devotos vão diariamente ao santuário às oito da manhã observar a única cerimônia única em que se lava a face da imagem. No caminho ao templo, parada para observar o complexo processo de elaboração da folha de ouro. O ouro é batido laboriosamente a marteladas até formar formas quadradas finas como os lenços. Antes da parada para o almoço, visita a alguma Oficina de Artesanato que esteja especializada em alguma das artes pelas quais a cidade é famosa: fundição de bronze, esculpir de mármore, esculturas de madeira ou as marionetes. A excursão da tarde inclui a visita a alguns dos mais interessantes templos e palácios da cidade. Shwenandaw Kyaung, ou O monastério de teca dourada. Construído em teca dourada, este monastério de madeira talhada de forma intrincada pertenceu em sua época ao palácio de Mandalay, e foi utilizado como apartamentos privados pelo rei Mindon e sua rainha principal. Kyaukawgyi Paya, famosa por seu monumental Buda sentado, esculpido a partir de um só bloco de mármore. Por último, visita ao Kuthodaw Paya, conhecido também como o maior livro do mundo. Em volta da stupa central, há pequenos pavilhões que abrigam em cada um deles um bloco de mármore. Se forem contados todos, somam 729. Esses blocos apresentam inscrições do Tripitkata inteiro ou escrituras budistas. Visita ao mercado de Zeigyo (Zay Cho), que engloba dois grandes edifícios em que se pode encontrar quase qualquer coisa fabricada em Myanmar, de produtos de consumo diário, até jóias e telas delicadas. Pernoite.

5º Dia (Domingo): Mandalay (C•A)
Café da manhã. Excursão a Amarapura, Sagaing e Inwa (Ava). Essa excursão de dia inteiro percorrerá três antigas capitais reais, cada uma com sua própria atmosfera. Pela manhã, visita a Amarapura onde se encontra o Monastério Mahagandayon. A cada dia, na metade da manhã, os monges e os noviços fazem fila para receber sua oferenda diária de donativos e refeições dos fiéis budistas. Na continuação, visita a Sagaing, centro espiritual de Myanmar. Centenas de stupas, monastérios, templos e conventos se encontram na colina de Sagaing, conhecida também como um Bagan vivente. Milhares de monges e freiras fazem um retiro nesse lugar para meditar e se dedicar à contemplação. Parada em algum dos templos mais famosos, como Sun U Ponya Shin Paya, U Min Thonsei Paya e Kaung Hmu Daw Paya. Após cruzar o rio em ferry, visita a Inwa, situada às margens do rio Irrawaddy. Antigamente foi capital real e, atualmente, Inwa é um tranquilo oásis rural. Passeio de carruagem pelo campo aprazível e visita a Bagaya KyaunG, um precioso monastério de madeira de teca, Maha Aungme Bozan Kyang e a Torre Nan Myint.

 

Veja o Seguro de viagem


 

           A partir de US$ 2.575

viagens-myanmar-birmânia-pacotes
viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes-nat viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes-kuthodaw viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes viagens-myanmar-birmânia-pacotes


Durante o caminho, observação de como os artesãos locais fabricam as famosas tigelas de metal para as esmolas. Finalmente, retorno a Amarapura para acabar o dia na Ponte U Bein, uma pitoresca ponte de teca que se estende mais de um quilômetro sobre o lago Taungthaman. Ao entardecer, a ponte fica cheia de monges e de gente pessoas do povoado, à medida que voltam a suas casas ou passeiam para desfrutar das cores do entardecer. Pernoite.

6º Dia (Segunda): Mandalay • Heho • Pindaya (C•A)
Café da Manhã. Traslado ao aeroporto para embarque em voo de Mandalay a Heho. Traslado por estrada do aeroporto de Heho a Pindaya. Visita às cavernas de Pindaya: estas cavernas estão resguardadas em uma cadeia de pedra calcária que domina o lago. Dentro da caverna, há mais de 8000 imagens de Buda, fabricadas em alabastro, teca, mármore, ladrilho, laca e cimento, e estão distribuídas de tal modo que formam um labirinto entre as diferentes câmaras das cavernas. Shwe U Min Paya: se trata de um grupo de stupas de pouca altura, logo abaixo da cadeia localizada perto das cavernas de Pindaya. Pindaya é a sede de um colorido festival de templos em Shwe U Min que começa com a lua cheia de Tabaung (fevereiro/março). Pernoite.

7º Dia (Terça): Pindaya • Lago Inle (C•A)
Em veículo, de Pindaya ao lago Inle. Traslado de barco. Excursão de barco pelo lago Inle até Indein. Viagem de barco para chegar à margem ocidental do lago e encontrar uma escada conduzindo ao complexo escondido de templos Indein. Localizado às margens do lago, este lugar consta de centenas de pequenas stupas cobertas de musgo e plantas. Pernoite.


8º Dia (Quarta): Lago Inle (C•A)
Café da manhã. Excursão de barco pelo lago Inle: O lago Inle, situado no estado de Shan, é precioso. Suas águas são muito tranquilas e está dotado de áreas de vegetação flutuante e de canoas de pesca. O lago é rodeado por todas as partes de altas colinas. As margens do lago e as ilhas abrigam 17 aldeias construídas sobre postes e habitadas na sua maioria por gente de Intha. Desfrute deste cenário especial e observe como os pescadores empregam sua técnica de remar com a perna para deslocar-se pelo lago. Visita aos jardins flutuantes, ao mercado flutuante e à aldeia de Intha nos arredores do lago (tendo em conta de que não há mercados se houver lua cheia ou lua nova). A visita turística do dia também inclui uma visita ao Templo de Phaung Daw Oo, Aldeia de Inn Paw Khon (lótus e tecidos de seda) e o Monastério de Nga Phe Kyaung.  Pernoite.


9º Dia (Quinta): Lago Inle •  Heho • Yangon (C•A)
Café da manhã. Traslado em barco e em veículo do lago Inle a Heho para embarque em voo de Heho a Yangon. Traslado e visita a Yangon, incluindo o coração colonial com seus monumentos e edifícios, entre eles o Monumento da Independência, a Corte Suprema, a Prefeitura e a Pagoda de Sule (apenas o exterior, sem entrada). Visita ao templo de Chahukhtatgyi: o templo conta com um chamativo Buda reclinado, moderno, de 70 metros de largura, construído em 1966 e que se encontra em um pavilhão de ferro. O templo também é utilizado como monastério e centro para o estudo de manuscritos budistas. Visita ao mercado de Bogyoke Aung San (fechado às segundas-feiras e nos dias de festas oficiais), também conhecido como o mercado Scott, este edifício conta com mais de 2000 postos e é o melhor lugar de Yangon para examinar a gama completa de artesanatos locais. Pernoite.
10º Dia (Sexta): Yangon (C)
Café da manhã. Check out até meio dia. À tarde traslado ao aeroporto.

          Partidas às Quartas-feiras em Yangon
              com mínimo de 2 participantes                               
                 Preços por pessoa em  US$       

 Temporada Baixa
Apto. Tpl
Apt. Dbl
Apt. Sgl
CHD
Cat. A 
2.575
2.667
3.378
1.826
Cat. B
2.794
2.812
3.659
1.925
Preços válidos até 25 de Abril de 2019

Inclui:

  • Vôos domésticos indicados no programa
  • Hospedagem nos hotéis indicados com café da manhã

  • Todos os traslados , passeios , refeições, mencionados no programa

  • Ingressos e taxas locais

  • Guia falando espanhol. Caso não haja disponibilidade em inglês. Os traslados poderão ser feitos com assistência em inglês. 


Não inclui : Todos os itens não mencionados como incluídos, tais como, bebidas, despesas pessoais e gorjetas (facultativas)

Hotéis escolhidos ou similares:
Categoria A:
Yangon: Grand United Ahlone Branch 3* ou Grand Laurel Hotel 3*
Bagan: The Regency Hotel 3* ou Bagan Landmark Hotel 3*
Mandalay: Amazing Mandalay 3* ou Shwe Ingyinn 3*
Pindaya: Conqueror Resort Hotel 3*
Inle Lake: Paramount Inle Resort 3* ou The Serenity Inle 3*
Categoria B:
Yangon: Jasmine Palace 4* ou Rose Garden 4*
Bagan: Thazin Garden 3*
Mandalay: Yadanarpon Dynasty 3* ou Bagan King 3*S
Pindaya: Conqueror Resort Hotel 3*
Inle Lake: Amata Garden Resort Inle Lake 4* ou Ananta Inle Resort 4*

C= Café da manhã A= Almoço J = Jantar  


Importante:  

  • Pode consultar sua passagem aérea pelo nosso seguinte link Passagem Aérea . O código do aeroporto de Yangon é RGN. As emissões de passagens pelo nosso sistema gerarão 10% de taxa de serviço em cima das tarifas confirmadas.   
  • Os preços são sujeitos a alteração sem prévio aviso a qualquer momento. 
  • A ordem e dias de visitas podem ser alteradas localmente mas todas serão cumpridas   
 




 










Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2019 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados