INFORME FUI

 

MANHATTAN


Quando fui pela primeira vez à Nova Iorque, todas as pessoas que eu conhecia e lá já tinham estado, queriam me dar alguma dica de viagem. Segui todas elas. E continuei seguindo todas as vezes que voltei, sem arrependimentos.

O que fiz da primeira vez são coisas que podem ser repetidas varias vezes, e que sempre me parecerão surpreendentes e encantadoras!

Começo pela música: ir a um concerto no Avery Fisher Hall é um programa que não pode faltar. Localizado no belo complexo do Lincoln Center, onde os prédios são voltados para atividades artísticas, o AFH é a sede da filarmônica da cidade e a programação é de primeiríssima. Se chegar cedo, pode aproveitar para jantar no “Lincoln Ristoranti”, um lugar bonito e classudo, todo envidraçado, e que mesmo sendo sofisticado tem um serviço bem simpático e uma comida muito boa (o guia Michelin não me deixa mentir!). Vale a pena.

Outro programa que é incansável é ir passar horas no Metropolitan Museum of Art. É para se repetir tantas vezes se for a Manhattan.

O acervo monumental, e mais as mostras itinerárias, são uma fonte de conhecimento imensurável. E pensar que o acervo começou com um sarcófago romano, e hoje conta com mais de 2 milhões de obras que abrangem séculos de  história! Um dos maiores museus do mundo, para ser revisto tantas vezes houver essa possibilidade.

E aproveitando as redondezas, o outro programa que é um clássico é o Central Park. Depois de um período de altos e baixos no aspecto conservação e segurança, o parque está em uma de suas melhores fases. Várias atividades que vão desde jogos de beisebol, aos adoráveis barquinhos de modelismo náutico, passando por pistas de skate, patinação no gelo na época do inverno, parques infantis (descubra Alice no país das Maravilhas!), o lago que permite você navegar em pequenas embarcações... Só dispensaria uma ida ao zoológico que já teve dias melhores que os atuais algo decadente.

E fora isso, mil caminhos bacanas para se andar em bicicletas, charretes (por enquanto...) ou simplesmente caminhar pelo simples prazer de caminhar em um local bonito e aprazível.

E se há uma avenida mais icônica e identificada com Nova Iorque, é a 5th Avenue. Uma imensa passarela que corta Manhattan de norte a sul, até a linda Washington Square. Ali estão prédios de diversas referências arquitetônicas como o Flatiron e seu perfil inconfundível, ou o famoso Empire States do qual ninguém pode escapar de uma subida ao menos uma vez.

O Rockfeller Center é para onde a “seta” aponta quando se fala de Manhattan. Jardins, fontes, restaurantes, lojas (adoro a da Lego que é pura diversão!), e milhares de pessoas!



passeio-nova-iorque
passeio-nova-iorque passeio-nova-iorque nova-iorque excursão-new-york excursão-new-york nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york passeio-new-york nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque nova-iorque excursão-new-york nova-iorque nova-iorque excursão-new-york new-york viagem-nova-iorque new-york new-york viagem-nova-iorque new-york new-york new-york new-york viagem-nova-iorque new-york new-york viagem-nova-iorque viagem-nova-iorque viagem-nova-iorque viagem-nova-iorque viagem-nova-iorque viagem-nova-iorque excursão-new-york excursão-new-york passeio-new-york

Fotos: Angela Güzey
  
Muitos eventos em datas especiais tem espaço aqui. Como no Natal a arvore e o rinque de patinação. A bela catedral gótica de St. Patrick’s também está lá, bem em frente.

O comércio salpicado de marcas luxuosas, também divide espaço em certos trechos, com lojas populares. Enfim a 5th Avenue é o caminho mais natural de se sentir cosmopolitano e integrado a essa vibrante cidade.

E o MoMA? O lindo museu de arte moderna tem que ser revisitado para se ver de perto os comoventes personagens de Picasso, as composições de Cézanne, ou a Marilyn Monroe de Warhol.

Ah! Os musicais...!Não são de se repetir? Você tem um leque de escolhas de alta qualidade. E mesmo com as peças mais longevas, a cada repetição a emoção está garantida.

Um giro de barco ou ferry pelo Rio Hudson também não deve faltar. A Estátua da Liberdade estará lá, imponente no seu pedestal.

De longe, ver o skyline de Manhattan é o clássico dos clássicos. Prédios disputam espaço numa concentração urbana densa. Torres que parecem cada vez mais altas também nos trazem lembranças...

Algo novo está na agenda dos visitantes: o National September 11 Memorial. O marco histórico que mudou nossas vidas tem que ser sentido de perto, ao largo daquele vazio profundo, para refletirmos e ganharmos forças para a reconstrução que é o próprio ato de viver...
 
Manhattan nos mostra muitas faces.

Viver a intensidade dessas emoções é todo um clássico na vida de cada um de nós.

ANGELA  GÜZEY - é psicóloga por vocação, e viajante e fotógrafa por paixão -
Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2018 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados