Istambul
 

Bizâncio, Constantinopla, Istambul: três nomes para a mesma cidade! Chamada Bizâncio nos três primeiros séculos da nossa era(de nome Byzas, o chefe dos Dórios), depois Constantinopla no século IV(do nome do Imperador Constantino), ela foi rebatizada de Istambul em 1453 pelos Otomanos.
Hoje em dia é uma grande metrópole com cerca de 10 milhões de habitantes, dividida em duas pelo Bósforo.
A cidade antiga ainda se encontra rodeada pelas suas muralhas bizantinas que se estende para outra margem, onde o antigo bairro de Pera, rebatizado com o nome de Beyoðlu termina no lugar de Taksim, que se tornou numa zona de negócios. Prolonga-se pela margem ao longo do Bósforo, em numerosos bairros residenciais.

 

Os Principais Monumentos
O Palácio de Topkapi
Esta antiga residência dos sultões otomanos dos séculos XV ao XIX, é hoje um museu. As riquezas das coleções acumuladas fazem desde o conjunto arquitetural, situado entre Bósforo e o Corno de Ouro, um dos lugares, mas importante da arte internacional. A visita inicia-se com uma caminhada através das portas monumentais que alternam com percurso cheio de charme. A porta, símbolo do poder no Oriente, filtra progressivamente os intrusos, colocando-os à mercê do soberano.
A primeira porta, chamada Porta Imperial, conduz a um primeiro percurso onde se encontra à esquerda do arsenal da cunhagem da moeda e à direita o hospital do pessoal e outros edifícios utilitários. A segunda porta, a Porta da Sedução, era aquela onde todos os visitantes distintos deixavam as suas cavalgaduras. Hoje em dia aí nos contentamos a pagar o bilhete de entrada.
O segundo percurso seria para solenidades: era aí que recebidos os embaixadores e se alinhavam aos janízaros para receber pagamento. À direita encontram-se as cozinhas, onde estão expostas atualmente as coleções de porcelanas do Extremo oriente proveniente de presentes recebidos pelos sultões. À esquerda, num nível inferior, as cavalariças do soberano e no primeiro andar, o divã Imperial. A terceira porta, a Porta da Felicidade, abre-se sobre o domicílio privado do Imperador. À sua frente, a meio do terceiro percurso, encontra-se a sala de audiências. Depois, um pavilhão decorado como no século XVIII que abriga uma coleção de miniaturas, de brocados, escritos e Corões com iliminuras, bordados e trajes de pele que refletem o refinamento da arte Otomana. À esquerda deste último percurso encontra-se o Harém.
A fabulosa riqueza dos sultões encontra-se exposta num edifício à parte: ouro, prata, pedras preciosas, vitrines antigas enriquecidas de pedrarias, objetos em cristal, de rocha incrustada a ouro, tronos de Ahmet I engastado de pedras preciosas, do Xá Ismael, assento de ouro adornado de mais de 25 000 pérolas.
(Tel. (212)512-0480; fechado às terças-feiras).

 

A Mesquita de Solimão o Magnífico
Em Outubro de 1541, Solimão voltou de sua campanha na Hungria. O sultão decidiu então edificar a sua própria mesquita, que foi a primeira grande obra do arquiteto Sinan. Quase quadrada(69 metros de comprimento por 63 metros de largura), a mesquita de Solimão estendeu-se sob uma cúpula que se eleva a 53 metros acima do solo. Duas meias cúpulas cobrem o mihrab e a porta principal. Dez cúpulas menores, nos lados vêm completar a cúpula principal sustentada por quatro colunas de Porfírio. Esta mesquita possui admiráveis vitais e inscrições calligrafadas de uma grande delicadeza. As 138 janelas e a cor pálida das paredes reforçam a luminosidade interior do edifício. Os vitrais representando flores e versículos do Corão são os mais finos trabalhos das mesquitas de Istambul. O Mihrab e o Mimbar, de onde prega o imã durante as orações de sexta-feira, são duas obras-primas da escultura em mármore. Os quatro minaretes estão implantados nos quatro cantos do pátio. Os dois próximos dos lugares de oração são os mais altos(74 metros), e possuem três galerias. Os dois ao fundo possuem só duas galerias.
As dez galerias que a mesquita possui, recordam que Solimão o Magnífico foi o décimo Sultão Otomano. Os quatros minaretas indicam que ele foi o quarto depois da conquista de Constantinopla. O pátio interior, retangular, esta rodeado por um pórtico com 28 cúpulas apoiadas sobre 24 colunas. Os escribas classificaram a mesquita de Solimão como “um desafio aos grandes soberbos soberanos idos e aos imperadores passados”.

 

A Mesquita de Eyüp
Edificada em 1458 em memória de Eyup Ansar(porta-estandarte e companheiro do poeta morto em defesa de Constantinopla por volta do ano 670), aumentada por ordem de Murat III em 1591 e mais tarde demolida e reconstruída por Selim III em 1800. A entrada no recinto da mesquita efetua-se por um percurso de pórticos coberto de cúpulas. No seu centro encontra-se uma fonte com forma octogonal para as abluções. Do lado esquerdo situa-se a câmara funerária do venerado Eyup, que abrigam numa caixa de prata os despojos do defunto. Este túmulo, cujas paredes estão cobertas de magníficos azulejos de faiança do século XVIII, atrai diariamente um grande número de peregrinos. Em frente ao túmulo eleva-se a mesquita, edifício barroco, cheio de luz, cuja sala de oração é encimada por uma grande cúpula apoiada sobre oito cúpulas menores.

 

A Mesquita Azul
O arquiteto da Mesquita Azul, Mehmet Aga, foi um discípulo do grande Sinan.
Ainda não havia passado um século, era do pátio da mesquita do Sultão Ahmet que partia todos os anos a caravana sagrada dos peregrinos para Meca. Sem dúvida que foi essa razão que o seu comandatário imperial dotou a sua construção de seis minaretes, privilégio até àquela data, reservado a única e grande mesquita de Meca. Perante a revolta dos Ulemas, o soberano, homem avisado, ordenou a construção de um sétimo minarete à mesquita de Meca.
Foi igualmente na Mesquita Azul que o Sultão Mahmut III fez proclamar o decreto da abolição da milícia dos janízaros.
A construção da Mesquita Azul durou sete anos: de 1609 a 1616. A cúpula principal tem 43 metros de altura e 22 de diâmetro.
Esta mesquita dá a impressão a cada fiel de se encontrar no centro do edifício. As quatro meias cúpulas não são suportadas por nenhum pilar, o que dá uma sensação de grandeza.
A decoração interior é particularmente delicada: 21 403 azulejos de faiança na qual domina o azul e onde jacintos, cravos, rosas, tulipas e, sobretudo ciprestes estilizados, compõem os painéis de uma variedade infinita.

 

O Hipódromo Romano
Este foi, durante séculos, o centro da vida pública na cidade. Era aí que se desenrolavam os jogos, corridas de carros e combates de gladiadores. Mais tarde, estátuas, banhos e monumentos foram acrescentados ao local. Saqueado durante revoltas populares, pilhados pelos Latinos da quarta cruzada, abandonados pelo habitante de Constantinopla, cujo gosto pela corrida se perdera, foi privado dos seus últimos blocos de pedra pelos Otomanos. Não lhe restam mais do que alguns vestígios, cuja coluna serpentina erigida na origem em frente ao templo de Apolo, depois levada para Constantinopla no templo do primeiro Imperador. Na extremidade da praça subsiste igualmente o Obelisco erigido no século X por Constantino VII.

 

O Grande Bazar
O primeiro mercado coberto (Bedesten) foi construído neste local pelos Bizantinos no século XIII, sob 8 colunas sustentando 23 cúpulas.
Mehmet o Conquistador mandou reconstrui-lo em 1461, juntando numerosas lojas e escritórios. Depois do tremor de terra de 1894, o edifício foi de novo restaurado, mas a sua estrutura em madeira, destruída muitas vezes por numerosos incêndios e reconstruída em pedra, incendiou-se mais uma vez em 1956, . De acordo com um antigo documento, o conjunto do bazar continha no século XVII 4399 lojas, 2. No seu estado atual, data de 1988, cobre uma área de 20 hectares e conta com 3000 lojas, reagrupadas em zonas: joalheria, peles, tapetes, pratas, cobres, roupas, móveis, calçados, e lembrançinha.. È sem dúvida um dos maiores mercados do mundo.
(Fechado aos Domingos)

 

O Bazar Egípcio
Mercado de especiarias
Foi construído em 1660 pela Mãe do Sultão. O mercado era chamado “mercado das especiarias” porque aí se encontravam todas as ervas aromáticas e medicinais, disponíveis no vasto território do Império.
Atravessar o mercado egípcio continua sendo um encanto de sabores e de aromas.
Encontram-se chás a granel, açafrão, hena, temperos de cores vivas e também o afrodisíaco preferido dos Sultões, o “Padicha Kuvvet Madjunu”. Em suma, é possível encontrar cerca de 2000 variedades de especiarias e de ervas.
(Fechado aos Domingos)

 

Museu Kariye (São Salvador in Chora)
O edifício foi construído fora das muralhas terrestres da cidade da Constantinopla, antes do reinado de Teodósio II (408-450). Situado na sétima colina de Istambul, o mosteiro foi restaurado por Justiniano no século VI.
Durante a crise das imagens, os afrescos foram destruídos pelos iconoclastas e reparados por Aléxis Comnenos no início do século XII. Cem anos mais tarde, foram de novo danificados, durante as invasões das Cruzadas. Conheceu o fim das suas transformações, ao regresso dos Imperadores bizantinos: Teodoro Metochite (1269-1332) deu-lhe a sua forma definitiva e dotou-o de suntuosos mosaicos e frescos, que anunciavam já a Renascença. Obras de artistas anônimos mostram numerosas cenas do Evangelho, da vida de Jesus ou de Maria, a quem foi consagrada a Igreja.
(Tel. (212)534-8414; fechado à quarta-feira)

 

A Basílica de Santa Sofia
A basílica atual é o terceiro edifício construído no local. Os primeiros foram destruídos por rebeliões e de catástrofes naturais. A primeira Santa Sofia foi iniciada por Constantino, fundador do Império, em 325. Foi reconstruída sob Justiniano, entre 532 e 537. Pelos seus 31 metros de diâmetro médio da cúpula e os seus 54 metros de altura máxima interior, Santa Sofia oferece o maior espaço interior jamais construído. Em 29 de Maio de 1453, no mesmo dia da conquista da cidade, pelo Sultão Mehmet II, foi transformada em mesquita. Um mihrab foi adicionado no nicho e no relicário para indicar a direção de Meca, assim como um mimbar ou púlpito, à direita. Quatro minaretes foram igualmente erigidos. Os mosaicos foram pintados para fazer desaparecer as imagens santas, proibidas pelo Islã. Por último, medalhões gigantes com invocações em árabe, à glória de Alá. Em 1935, a república de Atatürk, desacralizou-a e transformou-a num museu. A basílica deixou assim de ser um lugar de culto. O Instituto Bizantino Americano empreendeu a restauração dos mosaicos.
(Tel. ((212) 522-1750. Fechada às segundas-feiras)

 

O Palácio de Dolmabahçe
A lenda diz que o bairro onde este palácio foi edificado, foi o local onde Jasão e os seus Argonautas desembarcaram à procura do Velo de Ouro. Construído em 1853 pelo Sultão Abdul-Mejid, Dolmabahçe abrigou a corte Imperial até à fundação da República em 1923. O palácio eleva-se ao longo da margem do Bósforo, sobre um terreno que foi criado artificialmente no reinado de Ahmet I (1603-1617), por meio de terraplanagem de uma pequena parte do Bósforo. Muitos soberanos contrubuiram para a sua grandiosidade. Em 1719, Ahmed III, uniu-o ao palácio de Besiktas.
Na seqüência dos incêndios de 1814 e de 1840, o Sultão Abdul-Mejid fez reconstruir o palácio na sua forma atual.
No exterior, o palácio possui um estilo muito barroco. A fachada que dá para o Bósforo está coberta de mármore em tons pastel. O interior está decorado de turquesas, lápis-lazúli, cristal e ouro. Os tetos foram concebidos por artistas franceses e italianos. O palácio conta com um total de 208 compartimentos, muitos dos quais com uma riqueza inimaginável: Salão Real, sala do trono(que serviu a de Março de 1877 de enquadramento para as deliberações da primeira sessão da Câmara dos Deputados), salão do sultão e harém.
Existem também sete grandes salões de estilos diferentes, um “quiosque de vidro”, vasos japoneses, uma coleção de pintura do século XIX e 36 lustres de cristal de Baccarat. Kemal Atatürk, que fez deste palácio imperial uma residência presidencial, ali faleceu em 10 de Novembro de 1938 aos 57 anos.
(Tel.(212)227-3445; fechado às segundas e à quintas-feiras)

 

Os Museus
Museu Arqueológico
Com a sua importante coleção de peças da antiguidade grego-romana e do Próximo Oriente, ele foi um dos laureados a receber, em 1943, o prémio do “Melhor Museu Europeu do Ano” do Conselho da Europa.
(Sultanahnet. Tel. (212) 520-7740; aberto todos os dias das 9:30 às 17 horas, exceto às segundas-feiras).

 

Quiosque das Faianças
Este monumento, datado da tomada de Istambul pelos otomanos, encontra-se no interior do Palácio de Topkapi e no mesmo caminho do Museu de Arqueologia.
Contém uma bela coleção de faianças sejúlcidas e otomanas de Iznik e de Kutahya. (Sultanahmet. Tel.(212) 520-7740; aberto todos os dias das 9:30 à 17 horas, exceto às segundas-feiras).

 

Museu da Caligrafia
Expõe uma impressionante coleção de manuscritos e de livros antigos, remontando até o século XVIII. O museu é também interessante pela sua localização no meio da faculdade de teologia.
(Beyazit Meydani. Tel. (212)527-5851; fechado aos domingos e na segunda-feira).

 

Museu da Marinha
As salas e o jardim deste museu fazem reviver o século XVI, em que o Mediterrâneo era otomano. Pode-se admirar os enormes caíques que os sultões utilizavam no Bósforo e nas águas doces da Ásia. (Besiktas. Tel. (212) 261-0040; fechado à segunda e à terça-feira). Museu da Arte Turca e Islâmica

 

Museu da Arte turca e Islâmica
Em frente à Mesquita Azul e ao Hipódromo romano, este museu situado no palácio de Ibrahim Pacha, contém riquezas culturais extraordinárias: cerâmica, esculturas em madeira, e magníficos tapetes de diferentes povos mulçumanos, assim como um pequeno e bonito anexo etnográfico.
(Atmeydani 46, Sultanahmet. Tel. (212) 528-5158. Fechado nas segundas-feiras).

 

Museu dos Tapetes e dos Kilims
Um pequeno e bonito museu no caminho da Mesquita Azul, que expõe tapetes e kilims de diversos períodos.
(Sultanahmet. Tel. (212) 528-5332).

Museu Militar
Armas, armaduras, trajes e bordados fazem parte dos objetos neste museu. Para os interessados, a fanfarra dos janízaros dá um concerto todos os dias das 15às 16 horas.
(Harbiye. Tel. (212)232-1698. Fechado nas segundas e terças).

 

Museu de Sadberk Hanim
É um museu privado, fundado pela família Koç em dois edifícios à beira do Bósforo. O primeiro, expõe uma variedade de objetos, depois do Paleolítico até o fim do período Bizantino. O segundo está repleto de toda a espécie de objetos do período otomano e turco, alguns representando tradições tais como a circuncisão, e o casamento.
(Buyukdere Caddesi 27-29, Sariyer. Tel. (212) 242-3813. Fechado nas quartas-feiras).

 

Ortaköy
Bairro muito animado de Istambul, onde se sucedem cafés restaurantes, quiosques de livros, lojas de jóias antigas, vendedores ambulantes...

 

Outras Visitas Interessantes
O Palácio e os Pavilhões Beylerbeyi

Situado a beira do Bósforo, no costa asiática, perto da ponte do Bósforo, era o Palácio de Verão dos sultões otomanos do século XIX. Fora do harém, salas e lagos que o farão sonhar terá talvez a impressão de ter já visto em outro lugar as janelas deste palácio, porque Eugénia fez instalar as mesmas em Tuileries. Os jardins são um lugar ideal para tomar um café.
(Cayirbasiduragi, Beylerbeyi. Tel. ((216) 321-9320. Fechado nas segundas e quintas-feiras.

 

Aynalikavak Kasri
Um pequeno pavilhão encantador na margem do Corno de Ouro, que faz reviver o apogeu do século XVIII.
(Kasimpasa, Haskoy. Tel. (212) 250-4094. Fechado nas segundas e quintas-feiras).

 

Ihlamur Kasri
Este pavilhão do século XIX, que deve o seu nome às tílias do seu jardim, é ainda um lugar aonde se respira e se saboreia a calma em pleno centro do tumulto da cidade.
(Ihlamurdere Caddesi, Besiktas. Tel. (212) 261-2991. Fechado nas segundas e quintas-feiras).

 

Maslak Kasri
Um pequeno e bonito pavilhão do século XIX, utilizado sobre tudo, para passar a noite depois de longo dia de caça. A sua pequena estufa de camélias e os seus jardins acolhem, ainda hoje em dia, convidados.
(Buyukdere Caddesi, Maslak. Tel. (212) 276-1022. Fechado nas segundas e quintas-feiras).

 

Sale Köskü
Este pavilhão faz parte da dependência do Palácio de Yildiz, estando situado nos jardins do mesmo nome. Aqui será seduzido pelas portas em madrepérola, o mobiliário o maior tapete conhecido do Império Otomano com a superfície de 400 m2.
(YildizParki, Besiktas. Tel.(212) 261-2043. Fechado nas segundas e quintas-feiras).










 


passeio-istambul
passeio-istambul istambul pacote-turquia excursao-turquia pacote-turquia troia istambul istambul-viagens-turquia-pacotes-estadias istambul pacote-turquia viagem-turquia pacote-turquia istambul-viagens-turquia-pacotes-estadias pacote-turquia istambul viagem-turquia viagem-turquia viagem-turquia viagem-turquia viagem-turquia viagem-turquia passeio-istambul passeio-istambul passeio-istambul passeio-istambul excursao-turquia excursao-turquia excursao-turquia excursao-turquia excursao-turquia pacote-turquia pacote-turquia istambul-viagens-turquia-pacotes-estadias istambul-viagens-turquia-pacotes-estadias istambul istambul-viagens-turquia-pacotes-estadias


Galata Mevlevihanesi
É um autêntico convento dos “derviches Dançantes” que hoje em dia se transformou num museu. Aí encontrará trajes, livros, instrumentos musicais e uma série de outros objetos utilizados nos rituais desta ordem religiosas. No último domingo de cada mês, é possível assistir à cerimônia e às danças dos Derviches Dançantes.
(Galip Dede Sokak 13-15, Tünel.Tel.(212) 245-4141).

Palácio de Yildiz
Uma pequena parte deste palácio otomano foi recentemente aberta aos visitantes. Ali encontrará uma belíssima coleção de mobiliário esculpido pelo Sultão Abdul-Hamid II, seus objetos pessoais e sua baixela. O senhor Sabahatin Turkoglu, arqueólogo francófono e diretor do museu, terá muito prazer em responder às suas perguntas.
(Barbados Yokusu, Besikyas. Tel.(212) 258-3080. Fechado aos sábados à tarde e aos domingos).

 
Os Centros de Exposição Aksanat
Numerosas exposições de artistas turcos e internacionais.
(Akbank Kültür Sanat Eðitim Merkezi, Beyoðlu. Tel: 252-3503)
 
Yapi Kredi Kültür Merkezi
Em volta da sua coleção privada de objetos de arte, este centro cultural organiza exposições temporárias, sobretudo de pintores turcos. (Istiklal Caddesi 285, Beyoglu. Tel. (212) 245-2041).
 
Endereços em Istambul
Restaurantes tipicamente turcos
(C=Caro, M= Médio, R= Razoável)
• Pandelli: Este restaurante situa-se no primeiro andar do edifício histórico do Mercado de Especiarias. São servidos deliciosos grelhados turcos (C.Misir Carsisi, Eminönü. Tel.527-3909. Aberto apenas para o almoço. Fechado aos domingos).
• Konyali: É um único restaurante do Palácio Topkapi. Conhecido pelas suas especialidades de carne e outros pratos culinários. No verão, o seu terraço oferece uma vista magnífica sobre Bósforo e o Mar de Marmara. (M. Topkapi Sarayi Içi, apenas para o almoço. Fechado às terças-feiras)
• Darülziyafe: Este restaurante situa-se no complexo da Mesquita de Solimão localizado em um lugar histórico de grande charme, sobretudo no verão quando é instalado no pátio interior. Propõe numerosos pratos otomanos, mas não são servidas bebidas alcoólicas, por estar situado ao lado da mesquita. (M. Sifahane Caddesi 6, Süleymaniye, Beyazit. Tel. 5118414)
• Haci Baba: Um restaurante onde é muito fácil escolher as “mezes” e os pratos, uma vez que está exposto nas vitrines. Cozinha muito boa. (M. Istiklal Caddesi 49, Beyoglu. Tel.244-1886)
• Haci Abdullah: Dentro do mesmo estilo do anterior. Tem igualmente boa cozinha. (não serve álcool). (M., Sakizagaci Caddesi 19, Beyoglu. Tel. 244-8561).
• Gelik: Um verdadeiro restaurante de grelhados turcos, onde se poderá igualmente apreciar o trabalho dos cozinheiros. Não se esqueçam de experimentar “Gelik Kebab”, “Döner”, “Gelik Köfte”e “Künefe”que é uma deliciosa sobremesa para aqueles que apreciam doces. (M.Sahilyolu, Bakirköy. Tel. 560-7283)
• Hasir: Situado na costa asiática e longe do centro da cidade, este restaurante esta localizado em um lugar extraordinário, cercado por florestas. Os grelhados de carne, assim como as várias especialidades servidas, fazem a reputação desta casa. (C., Beykoz Korusu, Beykoz. Tel. 322-2901).
• Kosova: Tem os grelhados por especialidade, mas em um lugar mais modesto. (M. Florya. Tel.573-7838).
• Beyti: Um belo exemplo da arquitetura otomana, modernizado, que acolheu dezenas de presidentes e homens de Estado. (C. Florya. Tel.663-2990)
• Kapalicarsi Havuzlu Lokanta: Um restaurante de especialidades turcas, situado no interior do Grande Bazar. Um lugar simples, mas agradável, com uma pequena fonte no meio, de onde vem o nome do restaurante. (M. Gani Celeb Sokak 3, Kapali Carsi. Tel.527-3346).
• Asitane: No interior de uma habitação otomana, este restaurante prepara pratos turcos e otomanos pouco conhecidos, dando valor às receitas raramente propostas. À noite, música clássica acompanha os jantares. (C. Kariye Camii Sokak 18, Edirnekapi. Tel.534-8414)
• Borsa: Restaurante muito antigo, e de reputação pelo seus pratos. É, sobretudo freqüentado pelos homens de negócio. ( M. Halaskargazi Caddesi, Sair Nigar Sokak 90/1, Osmanbey. Tel. 232-4200). Ns outros bairros de Istambul poderá encontrar os típicos “Fast food”.
• Bairro Çiçek pasaji: Bairro muito animado e freqüentado pelos turcos. Cheio de pequenos restaurantes servindo suas especialidades: Tipas, batatas assadas, mexilhões fritos, etc. (M. Istiklal Caddesi, Galatasaray, Beyoglu 9)
• Develi: Restaurante de especialidades do sudeste da Anatólia. São um pouco condimentadas, mas com um sabor muito peculiar: pequenas pizzas, kebabs de beringelas, de pistachio, de cebola, etc.(M. Halkpazari, Gümüsyüzük Sokak 7, Samatya. Tel.585-1189).
• Hamdi ET Lokantasi: Muitos comerciantes do mercado das especiarias almoçam aqui as especialidades deste pequeno, mas conhecido restaurante. (R. Tahmis Caddesi Kalçin Sokak 20, Beyoglu. Tel. 528 9390)
• Kallavi: Um pequeno restaurante de 30 lugares e por isso sempre difícil de encontrar lugar. Tem um cardápio fixo composto por pequenos, mas numerosos pratos. Uma pequena orquestra de 2 ou 3 músicos toca música clássica e otomana toda noite. Aberto para jantar. (M. Istiklal Caddesi, Kallavi Sokak 20, Beyoglu. Tel. 251-1010).
• Kanaat: Um restaurante muito simples que serve cozinha turca há 60 anos, a preços muito razoáveis. (R. Selmanipak Caddesi 25, Üsküdar. Tel. 333-3791).
• Küçük Hudadad Lokantasi: Pequeno e modesto restaurante, freqüentado pelos comerciantes do bairro. Aberto apenas para o almoço. (R.Sapci Han, Kömür Bekir Sokak 2/4, Eminönü).
• Refik: O dono, originário do Mar Negro, o servirá as especialidades desta região. Atmosfera muito familiar. (R. 3, Solyali Sokak 10-12, Tünel. Tel.243-2834).
• Yakup : Restaurante simples, barulhento, conhecido pelas “mezes”. Um verdadeiro “meyhane”onde poderá encontrar artistas, jornalistas e intelectuais turcos. (M. Asmali Mescit Sokak 35-37, Tünel. Tel. 249-2925).
• Resat Pasa Konagi: Um pavilhão otomano restaurado onde poderá provar as especialidades da cozinha turca. Deve escolher o cardápio do “Pacha”. (C.7,Baglarbasi Caddesi 34/1, Erenköy. Tel. 361-3411).
Restaurantes de Frutos do Mar
• Körfez:Körfez Caddesi 78, Kanlica. Tel. 332-0108
• Façyo: Kireçburnu. Caddesi 13, Tarabya.Tel. 262-0024
• Palet II: Kireçburnu Caddesi 13, Tarabya.
• Deniz: Kefeliköy 23, Kirecburnu. Tel. 262-6777
• Iskele: Cengelköy.Tel.321-5505.
• Hasan: Yat limani, Yesilköy. Tel. 573-8300
• Inci: Salack, Üsküdar. Tel. 310-6998.
• Bairro Kumkapi
• Mey: Rumelihisan Caddesi Bebekli, Apt 122, Bebek. Tel. 265-2599.(Restaurantes Categoria C).
 
Cozinha Internacional
• Süreyya: Istinye Caddesi 26, Istinye. Tel 277-5886.
• Yekta: Yalikonagi Caddesi 39/1, Nisantasi. Tel.248 11 83 84 14.
• Park Samdan. Etiler Samdan: Nispetiye Caddesi 30, Etiler. Tel.263-4898.
• Ziya: Muallim Naci Caddesi 109/1, Ortaköy. Tel. 261-6005.
• “S”: Vezirköskü Sokak 2, Bebek. Tel. 263-8326.
• Club 29: 4 e 6 Nispetiye Caddesi 29, Etiler. Tel. 263-5411(no inverno). Pasabahce Yolu 24, Cubuklu. Tel.322-3888(no verão).
• Divan: Hotel Divan, Cumhuriyet Caddesi 2, Sisli. Tel. 231-4100. ECE: 5, Kozaci Sokak 10, Arnavutköy. Tel.265-9600.
• Kadife Chalet: Kadife Sokak, Bahariye, Kadiköy. Tel.347-8596
• Kathisma: Yeni Akbiyik Caddesi 26, Sultanahmet. Tel. 518-9710.
• Kazan: Hotel Mövenpick, Büyükdere Caddesi 49, Maslak. Tel. 285-0900.
• Bairro Ortaköy: sobre o Bósforo, a norte de Besiktas.
• Sans: Haci Adil Sokal 1, Levent. Tel. 281-0707.
• Sarniç: Sogukçesme Sokak, Sultanahmet. Tel. 512-4291.
• Tugra: Ciragan, Besiktas. Tel. 258-3377.
• Les Ambassadeurs: Cevdetpasa Caddesi 113, Bebek. Tel. 263-3002.
• Brasserie: The Marmara Istambul Hotel, Taksim. Tel. 251-4696. (Restaurante Categoria C).
 
Cozinha de outros países:
• Japan Club: Mürbasan Sokak, Koza 1s, Merkezi, Balmumçu. Tel. 266-1423.
• Trattoria:
• El Mariachi:
• Café Caliente: Ortaköy, Iskele Caddesi 3. Tel. 260-9608.
• Rejans: Emir Nevruz Sokak 17, Galatasay, Beyoglu. Tel. 244-1610.
• Russian Restaurant:
• Chinese Restaurant: Lamartin Caddesi 17, Taksim. Tel. 250-6263.
• Sunset: (Cozinha Californiana), Ulus. Tel. 287-0357.
• La Maison: (Cozinha Francesa), Besiktas. Tel. 227-4263.
• Ristorante Italiano Taksim: Taksim.
• Bellini: (Cozinha Italiana), Ciragan Palace Kempinski Hotel. Tel. 258-3377.
• Corne D’or: (cozinha Francesa), Swissotel The Bosphorus. Tel. 259-0101
• Monteverdi: (Cozinha Italiana), Cnrad Istambul Hotel, Besktas. Tel. 227-3000.
• Miyaco: (Cozinha Japonesa), Swissotel The Bosphorus, Macka. Tel. 259-0101. (Restaurant Categoria C).
 
Fast Food
Distribuídos em vários pontos da cidade.
• Mc Donalds
• Kentucky Fried Chicken
• Jimmu’s
• Pizza Hut
• Sultanahmet Köftecisi
 
Clubes Noturnos com Jantar
• Günay
• Garden 74
• La tour de Gálata
• Kervansaray
 
Cafés
• Café anadolu Kavagi:
• Café Camlica: Sefa Tepesi, Camlica. Tel. 329-8191.
• Café Pêra: Istiklal Caddesi 463, Beyoglu. Tel. 251-2435
• Café de Levant: Tel. 256-7153
• Café Corlulu Ali Pasa: Beyazit.
• Café do Museu Arqueológico: Sutanahmet. Tel. 520-7740.
• Café D’ibrahimpasa: Meydani46, Sultanahmet. Tel. 518-1385.
• Café Kariye: Edirmekapi Son Durak, Kariey Camii Sokak Edirnekapi. Tel. 534-8414.
• Café Lebon: Istiklal Caddesi 463, Beyoglu. Tel. 252-9852
• Gramofon: Beyoglu. Tel. 293-0786.
• Palazzo:Maçka Caddesi 35, Tesvikiye. Tel. 232-0451.
• Emirgan Parki: Tel. 227-6682.
• Yildiz Parki : Besiktas, Malta Köskü. Tel. 260-0454.
• Café Pierre Loti:, Eyüp. Tel. 581-2696.
• Sark Kahvesi: Tel. 512-1144
• Vakko: Istiklal Caddesi 123-125, Beyoglu. Tel.251-4092
• All Sports Café
 
Bares
• Bar de Bebek: Cevdet Pasa Caddesi 15, Bebek. Tel. 263-3000
• Orient Express: Hotel Pêra Palas, Tepebasi. Tel. 251 4560
• Bares de Ortaköy: , sobre o Bóforo, a norte de Besiktas.
• Cabaret cine: Yesilpinar Sokak 2, Arnavutköy. Tel. 257-7438.
• Memo’s: Salhane Sokak 10/2, Ortaköy. Tel. 261-8304.
• Süleyman Nazif: Valiknagi Caddesi 39, Nisantasi. Tel. 225-2243.
• Zihni:3, Brouz Sokak 1/b, Macka. Tel. 246-9043.
• Hayal Kahvesi: Istiklal Caddesi, Büyük Parmakkapi Sokak 19. Tel.244-2558.
• Anahtar Bar: Kuruçesme 36. Tel. 257-7150.
• Sefahathane: Istiklal Caddesi, Atlas Pasaji.
• Zeytin & Sardunya: Yildiz Posta Cad., Gayrettepe. Tel. 274-8713.
• Susan: Susan Sok. Cihangir.
• Pasha Dali: Etiler.
• Kapkara: 4, Levent. Tel. 279-6825.
• Sis Bar: Iskele Caddesi 4, Ortaköy. Tel. 259-4858.
• Sherlock Holmes: Calikusu Sok. Levent.
• Kemanci (hard Rock): Taksim.
• Escobar: Calikusu Sok. Levent.
• Northshield: , Calikjusu Sok. Levent.
• Harry’s: Hotel Hyatt Regency, Taksim.
 
Boates
• Andromeda
• 2019
• Pacha
• Memo’s
• Always
• Garaj
• She
• Fly inn
 
Pastelarias - Confeitarias - Sorveterias
• Divan: Hotel Divan, Sisli. Tel. 231-4100. Bagdat Caddesi, Erenköy. Tel. 355-1640.
• Haci Bekir: Istiklal Caddesi 124/2 Beyoglu. Tel. 245-1375.
• Koska: 2.
• Haci Bozanogullari: Nispetiye Caddesi 42/6, Etiler. Tel. 263-3872.
• Güllüoglu: Karaköy.
• Inci: Istiklal Caddesi 124/1, Beyoglu. Tel. 243-2412.
• Bebek Badem Ezmesi: Cevdet Pasa Caddesi 238/1, Bebek. Tel. 232-0451.
• Pastelaria de Pêra: Hotéis Pêra Palas, Tepebasi. Tel. 251-4560.
• Üc – Yildiz: Duduodalari Sokak 15, Beyoglu. Tel.244-8170.
 
Mercados
Balik Pazari: Galatasaray, Beyoglu.
Ortaköy Pazari: Ortaköy.
Sali Pazari: Kadiköy
Mercado de antiguidades de Cukurcuma:
Feira da Ladra de Horhor: Kirk Tulunba Sokak 13/22, Aksaray
Ferira da Ladra de Kuledibi
 
Banho Turco
• Cagaloglu Hamami: Prof. Kazim Gürkan Caddesi 34, Cagaloglu. Tel. 522-2424.
• Cemberlitas Hamami: Vezirhan Caddesi 8, Cemberlitas. Tel.522-7974.
• Galatasaray Hamami: Turuncubasi Sokak, Beyoglu. Tel. 249-4342.
• Kiliç Ali Pasa Hamami (apenas para homens): Kemeralu Caddesi Tophane. Tel. 244-7037.
• Küçük Mustafá Pasa Hamani: Küçük Mustafá Pasa Sokak, Fener.
• Ortaköy Hamami: Muallim Naci Caddesi 79, Ortaköy. Tel. 259-3584
 
Hospitais
• Faculdade de medicina Istambul: Istambul Tip Fakültesi. Tel. 525-9230.
• American Bristol (privado): Nisantasi. Tel. 231-4050
• Hospital Alemão (privado): Siraselviler Cad. Tel. 293-2150
• Hospital Internacional (privado, Yesilyurt. TEl. 663-3000.
 
Compras
Todas as lojas abaixo mencionadas estão fechadas aos domingos (salvo outra indicação). Feriados: lojas fechadas no primeiro dia de todas as festas religiosas e / ou nacionais.
• Roupas: Poderá encontrar as marcas: Benetton, Beymen (alta costura), BM Club, Vakko (alta costura), Mudo, Yargici, Titiz, Atalar, Limon, Lee Cooper, Kookaï, Levï’s, Chipie, Oxxo, Lacoste, Guess, David’s People.
• Istiklal Caddesi
• Rumeli Caddesi
• Bagdat Caddesi
 
Peles e Calçado
• Derissa Zindanhani: (aberto todos os dias).
• Derimod Zeytinburnu – Sisli: (aberto todos os dias)
• Derishow
• Teodem
• Gön Deri
• Desa
 
Livros
• Biblioteca de Celik Gülersoy: Sogukçesme Sokak, Sultanahamet. Tel. 512-5730.
• Biblioteca da mulher: Fener. Tel. 523-7400
• Eren: Sofyali Sokak 34, Túnel, Beyoglu. Tel. 251-2858.
• Livraria de Pera: Galip Dede Sokak 22, Túnel, Beyoglu. Tel. 245-4998
• Levent: Istiklal Caddesi 8, Túnel, Beyoglu.
• Alfarrobeiros (Sahaflar)
 
Centros Comerciais
(Aberto todos os dias)
• Galeria Ataköy
• Akmerkez Etiler
• Lápis Nuruosmaniye
• Capital Altunizade
• Piramid Kalamis
• Carrefour
 
**As informações publicadas aqui referente aos establecimentos comerciais e seus horários de funcionamento são sujeitas à mudanças. Favor consulte no destino.










Links Relacionados
Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2019 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados