INFORME FUI

 

ILHA DA MADEIRA


Lembro-me de ainda muito jovem, ter feito uma escala de navio no Funchal. Isto faz muitos anos. E a lembrança que se fixou em minha memória veio à tona quando caminhei pelas ruas e praças e revi, de alguma forma, o estilo elegante desse lugar. Uma elegância guardada discretamente nas praças, nos jardins floridos, nos cafés que se estendem nas largas e bonitas calçadas.
A Ilha da Madeira está a cerca de uma hora e meia de Lisboa, em um voo que acaba em aplausos por parte dos passageiros, pela habilidade que se impõe aos pilotos das aeronaves. Venta muito nesse pedaço de terra. É desses lugares que sobram superlativos no que diz respeito à natureza. A ilha é recortada em pequenas baías e grandes escarpados. Os que gostam de caminhadas acompanhadas por belas paisagens, tem aqui a equalização desses dois ingredientes.

Um desses programas, eu diria que é “ o programa “. Fui em busca das flores e encontrei as mais bonitas e diferentes flores que vi na vida! E não são apenas flores, são jardins belíssimos que exalam perfumes e uma sequência de “ohs!” de admiração. Suba o Monte para começar. É melhor faze-lo de teleférico até o ponto mais alto. A estação está, olhando para o mar, mais à esquerda do centro do Funchal. Atente que são dois os níveis alcançáveis por teleférico.

O ponto mais elevado do teleférico, está praticamente ao lado da entrada do Jardim Tropical Monte Palace, uma quinta particular que se transformou em misto de museu em meio a um espetacular jardim de 70 mil metros quadrados. São plantas exóticas cercadas de lagos, viveiros de pássaros, estátuas, fontes... e haja pernas! Tudo isto se encontra em uma encosta, mas com agradáveis caminhos que vão lhe conduzindo para a descoberta de mais e mais recantos!

Ainda no Monte, do lado de fora, na lateral deste lugar idílico e relaxante, em uma rua em descida, se dá uma das mais bizarras atividades que já vi: dois homens, nomeadamente “carreiros”, conduzem uma espécie de banco assentado em um cesto de vime. Portanto, você se senta nesse trenó tropical e prova uma descida no mínimo, original. É uma atividade bem característica da Ilha, e programa indispensável para alguns...

No patamar mais abaixo, no ponto de vista do teleférico, o Jardim Botânico é de uma beleza só. Com centenas de tipos de plantas, e com uma vista privilegiada do Funchal, eu o colocaria facilmente em um dos mais adoráveis programas da Madeira. O perfume das flores, os tapetes vegetais formando figuras geométricas, mirantes, canteiros e mais canteiros coloridos... Há ainda um café para sentar e apreciar a vista.

São vários os jardins no Funchal: um encantamento em cada descoberta. O Parque de Santa Catarina fica logo numa das pontas do grande passeio marítimo do Funchal. Justo ao lado, o Palácio do Governo da ilha também é acessível por 1€, visitar seu jardim. Esses dois jardins são praticamente contíguos e ambos muito agradáveis e com uma bela panorâmica da enseada onde está o porto.

São muitas as originalidades dos madeirenses, a fala é uma delas. Até mesmo os portugueses tem uma certa dificuldade em entendê-los. Também por conta da grande afluência turística, a resposta de uma pergunta em português, pode vir em inglês, francês,... muito engraçado.

O ídolo local, Cristiano Ronaldo que é filho desta terra, tem hotel e um museu onde estão seus troféus. Portanto, se interessar.... há também uma estátua que está quase sempre “ocupada” para os selfies.

Na gastronomia, as chamadas espetadas, o nosso espetinho em versão mais avantajada, são o hit da ilha. Espetadas diversas estão na maioria dos cardápios. Há até restaurantes especializados. 



 





ilha-da-madeira
ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira excursão-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira passeio-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira viagem-ilha-da-madeira ilha-da-madeira ilha-da-madeira

Fotos: Angela Güzey
  
Mas há de tudo, inclusive as maravilhosas confeitarias portuguesas impossíveis de resistir as suas belas vitrines. As frutas tropicais também fazem bonito: rendem chás gelados deliciosos e refrescantes. Maracujá, manga, abacaxi... uma delicia.

A ilha podia se chamar bananeira também tal a quantidade da árvore! As encostas estão cobertas por bananeiras, o que dá um ar rural entre um concelho e outro. As vinhas também estão lá, gerando o afamado vinho da Madeira. Há de todos tipos e preços, mais procure um que seja mais seco e acompanhe com uma fatia do bolo de mel, outra maravilha madeirense. Uma combinação perfeita.

Há praias em que se pagando você tem direito a banheiros, chuveiros, espreguiçadeiras e piscinas... Entenda praia como um acesso ao mar. Não espere areia. A ilha tem origem vulcânica, e assim sendo, o que temos aqui são pedras ou uma espécie de cascalho grosso.

Há outros municípios, vilarejos pitorescos como a Câmara dos Lobos, um lugar dedicado a pesca, com seus barcos coloridos, igrejinha local, que sempre rendem boas fotos e bons momentos. Acima, se encontra o ponto mais alto da Madeira, um promontório altíssimo (lembra das aulas de geografia?), o Cabo Girão.

Há muitos lugares para se ir , principalmente se você se interessar por senderismo e natureza. É interessante alugar um carro se pretende conhecer toda ilha, principalmente porque nesse caso, há boas estradas e túneis que cortam as montanhas dando passo aos municípios e concelhos. Se ficar no Funchal e arredores, use o transporte público que é abundante e barato, e dá conta do recado.

A Madeira é um bom lugar para estar. No princípio da existência da ilha, ela era o destino para as pessoas recuperarem a saúde física e mental, por seu clima e tranquilidade.

De certa forma o lugar continua cumprindo bem essa “incumbência“. Eu diria que até mais, trazendo a paz no prazer de estar em meio a exuberante natureza, cercado pela imensidão do oceano por todos os lados.

No encantador Jardim Municipal do Funchal, há um poema, gravado em pedra, de Maria Aurora, uma escritora muito vinculada com a vida na Madeira que diz: “...bem vindo viajante! Meu canto te darei vem comigo no abraço do sol, no novelo do vento, no êxtase da terra... Voltarás viajante! Aqui te espero.”

Fica o poético convite para aqueles que não conhecem, e os que como eu, voltaram um dia a esse belo lugar.
 
ANGELA  GÜZEY - é psicóloga por vocação, e viajante e fotógrafa por paixão -

Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2019 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados