INFORME FUI

                              CIDADES DO JAPÃO


Viajar através do Japão é deslizar por impecáveis auto estradas, ou usufruir de uma eficiente rede ferroviária, entre eles os “shinkansens”, que são os trens de alta velocidade. Ou por avião, se a distância ou o tempo assim determinarem pela conveniência.

De qualquer modo, você vai atestar a competência e organização dos japoneses. Pelas estradas do interior do país, a paisagem é de muita beleza, onde se vê vilarejos, arrozais, rios com grandes pedras, vulcões, montanhas com picos nevados, e o ser humano sempre interagindo com a natureza, seja cultivando os campos, pescando, cuidando do seu entorno com admirável dedicação.

Bem no centro do Japão está um lugar encantador, Nara. Para quem gosta de ver e acariciar animais soltos, as centenas de cervos que transitam placidamente entre as pessoas no Parque de Nara, são uma atração irresistível. O parque reúne construções magníficas como o Templo Todaiji, que historicamente coloca a cidade como importante centro budista e capital do reino que vai de 710 a 794 dc. Na entrada, nas laterais do portão, há duas estátuas muito interessantes (entre um grupo e outro de escolares, vale a pena admira-las por uns minutos que seja). O templo abriga uma monumental estátua em bronze de Buda, Daibutsu, um termo para essas gigantescas imagens. O lugar costuma estar lotado, e não é fácil descobrir- ou estar!- no melhor ângulo para tirar fotos. Os monges são os únicos que parecem não se incomodar com o burburinho, e seguem em suas orações. Há outras imagens de seres divinos dentro desse pavilhão que é todo em madeira. Aliás, uma estrutura que já foi muito maior e que atualmente ostenta o recorde de maior construção em madeira do mundo.

Outra visita é ao outro templo budista, Kofukuji, um pagode de quase 50 metros de altura. E outro templo, o santuário de Kasuga, vai lhe proporcionar toda a beleza das tradicionais lanternas de bronze enfileiradas, dos portais vermelhos em linhas infinitas, enfim, o parque é absolutamente sensacional!

Mudando a paisagem para uma área rural, está uma cidadezinha chamada Takayama. Um lugar desses para se curtir à pé: andar calmamente nas manhãs pelo mercado de rua com produtos fresquinhos, perambular por suas pequeninas ruas tão simpáticas, tomar um sorvete (como adoram sorvete!), comprar balas de soja, e descobrir amuletos locais como as coloridas bonecas sarubobo, que trazem proteção e sorte. Tudo de uma simplicidade comovente e acolhedora. As águas puríssimas do lugar, também explicam a grande produção de saquê, que requer uma boa água para sua fermentação. São várias lojas que vendem o saquê, e as garrafas são praticamente um objeto de design, difíceis de resistir! 

Uma tradição de Takayama é um festival (Matsuri), que acontece duas vezes ao ano ligado a colheita, que trás carros alegóricos os “yatai”, levados pelos moradores em procissão pela cidade. Essas interessantes alegorias também podem ser vistas em um museu, caso você não possa ter a oportunidade de vê-los desfilando pela cidade.

 

                      
viagens-japão-pacotes-japão
viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão pacotes-de-viagens-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão pacotes-de-viagens-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio pacotes-de-viagens-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão-tóquio viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão viagens-japão-pacotes-japão-tóquio

Fotos: Angela Güzey

Cerca de uma hora de Takayama, um salto atrás ao passado nos leva à Shirakawago. Cercada de montanhas em um vale de arrozais, aos pés do monte Haku-san, a vila de casinhas de madeira e grossos telhados de sapê é declarada Patrimônio da Humanidade. Um encanto de lugar. Gostoso para se caminhar entre as casas do vilarejo, cruzar pequeninas pontes por onde correm águas repletas de carpas... descobrir jardins, flores que parecem únicas, enfim, uma experiência das mais agradáveis em um cenário quase irreal!

Aos pés de outro famoso monte, o Fuji, está Hakone, um balneário bastante concorrido com suas águas termais de origem vulcânica. Aliás, esse é um dos passeios que são feitos em Hakone: caminhar por entre vapores de enxofre e até ter a experiência de cozinhar um ovo nessas altas temperaturas! O ovo fica preto!Se quiser fazer um lanchinho diferente...

Há um sensacional passeio pelo Lago Ashi, feito por ferry boats, onde a paisagem verdejante das margens faz de pano de fundo para uma réplica de um barco pirata e no alto, o emblemático Monte Fuji.

E fecho esse informe com Tsumago, outra preciosidade do período Edo, totalmente preservada onde não são permitidos carros, é pequena e fácil de percorrer. Sugiro que além da via principal onde se pode visitar uma casa/museu, você se atreva pelas ruelas laterais e veja as casas com seus telhados cheios de detalhes, jardins bonitos e apurados ou ainda descubra um antigo cemitério com suas deidades com babadores vermelhos. Tudo cheio de significado que vamos absorvendo no decorrer do caminho.

Ouvi de uma japonesa que os campos de arroz espalhados pelo país, mudam de cor ao longo das estações do ano e com isso trazem cores diferentes à paisagem. Cada qual mais bela. Por isso toda época é boa de se visitar (e ter motivos para voltar!), pois cada uma nos oferece uma experiência diferente. E experiências diferentes é o que definitivamente você terá com uma viagem à esse impressionante Japão.

ANGELA  GÜZEY - é psicóloga por vocação, e viajante e fotógrafa por paixão -


Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2018 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados