INFORME FUI

 

SEGOVIA

 

Se você estiver em Madrid, e puder dar uma “escapada” de um dia, tenho três boas dicas: Ou vá à El Escorial ou à Toledo, ou ainda para a bela Segóvia.

 

Dessa vez falarei desse lindo lugar, Segóvia, que desde 1985 é Patrimônio da Humanidade, e que está a meia hora de Madrid de AVE, o trem de alta velocidade espanhol. O trem é muito confortável e sai da estação de Chamartín. Esteja atento para não confundir os tipos de trem: o que sai da estação Atocha, mais conhecida e central, é o trem lento que faz várias paradas e leva umas duas horas até Segóvia. O trem rápido, o AVE, sai de Chamartín e você pode acessar essa estação por metrô. Aliás, o mapa do metrô está disponível em qualquer estação, e se faz muito útil em uma cidade como Madrid.

 

Depois de uma rápida e agradável viagem, que a paisagem se mostra vez em quando entre túneis, chega-se à Segóvia. Da estação do trem até o centro da cidade, há táxis ou então um ônibus urbano que tarda aproximadamente 15 minutos até o centro histórico. E então, repentinamente, você se depara com um belíssimo e imenso aqueduto, herança  romana muito bem preservada, e que será seu ponto de partida para outros lugares a serem visitados.

 

Logo à sua direita, depois de cruzar os monumentais arcos desse aqueduto, está um centro de informações aos turistas, onde você poderá obter um mapa da cidade.

 

E aí é só ir se embrenhando pelas ruelas da cidade eleita por reis e rainhas para ser chamada de lar...

Próxima parada, a Catedral. De estética renacentista, embora chamada de “sobrevivente do estilo gótico”, guarda obras artísticas extraordinárias. Com amplas naves e imensos pilares, essa catedral foi construída no século XVI, e segundo contam, foi construída com o esforço físico e econômico de todos os cidadãos segovianos.

 

 


segovia
segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia segovia

                                                    Fotos: Angela Güzey


Mais adiante o encantador Alcázar, que durante toda idade média, foi a residência favorita dos reis castelhanos, tendo sido palco de muitas celebrações e de importante localização estratégica (a cidade está em um penhasco de mil metros de altitude!).Mais tarde, quando a côrte se mudou para Madrid, o Alcázar se transforma em prisão do Estado. E assim foi durante mais de dois séculos....e só no século XX, passa a ter a finalidade de museu e monumento histórico nacional.

 

A visita trás muitas surpresas, seja por um acervo muito variado e original, seja pela linda vista que por sinal, pode ser admirada em toda sua extensão se o visitante encarar o esforço de subir 152 degraus da Tôrre de Juan II....

 

Para coroar a visita, não deixe de saborear um “cochinillo”, um leitãozinho, prato típico de Segóvia, acompanhado de um bom vinho da região. Programa perfeito!

 

ANGELA  GÜZEY - é psicóloga por vocação, e viajante e fotógrafa por paixão -


 

Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2018 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados