INFORME FUI

 

COPENHAGUE

 

Fazendo fronteira com o norte da Alemanha, está a Dinamarca, cuja capital é Copenhague. O perfil de Copenhague é composto de prédios históricos de telhados verdes, estreitos e inclinados para não acumular neve, construções com influências francesas e holandesas, altas torres de igrejas e catedrais, que ao longo de sua estadia você vai percebendo a riqueza de detalhes, e um cerco de moinhos eólicos. Para melhor vista há a torre medieval construída para ser observatório astronômico, a Rundertarn, com uma rampa em espiral que o leva ao topo dos seus 35 metros de altura.

A cidade está entrecortada de canais e parques. De movimento intenso, logo se faz necessário entender que aqui há regras específicas para transeuntes, carros e bicicletas. Isso dá ritmo ao vai e vem da cidade. Meu marido diz que até os cachorros atravessam no sinal verde. Condicionamento muito providencial a todos! Nos canais como por exemplo Nyhavn, os pequenos prédios coloridos, e o trafego de barcos, logo dão um ar acolhedor. Tudo convida a ficar e aproveitar o local. E lugar para isso não falta: Nyhavn está cheia de bares (para uma autêntica dinamarquesa cerveja Carlsberg!) e restaurantes, todos com detalhes charmosos e sofisticados, próprios do ambiente náutico. Ali pode se iniciar um interessante passeio de barco pela cidade, o chamado Canal Tours. Ao lado, mais duas atrações. Uma é o museu de âmbar, e loja também, em um prediozinho branco no começo do canal, e o outro a casa do escritor Christian Andersen, que ali viveu a maior parte de sua vida. Quem não sabe dos contos infantis como “O Patinho Feio” e o “Soldadinho de Chumbo”? Porém, quando associamos a cidade ao famoso escritor , logo pensamos na pequena sereia. Visitar a estátua que alude a um dos mais emblemáticos contos de fadas faz parte das visitas “obrigatórias”. No entanto o numero de turistas, ônibus e comercio em torno da sereiazinha, tira um pouco de seu encanto... Melhor fazer-se um pouco “Andersen”, e deixar sua imaginação trabalhar para que tudo seja só emoção.

A cidade inspira. Quer ver isso acontecer? Visite Rosenborg. Uma belíssima área verde lotada de perfumadas flores, em particular rosas, um castelo renascentista em cujo subsolo você poderá admirar  as jóias da coroa do reinado de Christian IV, e os cômodos onde viveram reis e rainhas. No gramado em frente pessoas desfrutam do ar puro. Crianças, cachorros, bicicletas, gente fazendo piquenique, tudo colore e  traz mais vida aos jardins, lagos e as aléias sombreadas. O café-restaurante ao lado do castelo é um bom lugar para se sentar, tomar um drink ou um chá branco nas mesinhas do lado de fora, e pensar como é agradável estar aqui.

Caminhe pelas ruas que rodeiam Rosenborg. Descubra ruas residenciais agradabilíssimas. Perto está a Igreja de Mármore, a Marmorkirken, e um pouco mais adiante uma igreja ortodoxa russa, a Aleksander Nevskij que contribui com suas cúpulas douradas para o original “skyline” da cidade. Em frente a Marmorkirken, abre-se espaço para o Palácio Amalienborg, residência dos reis dinamarqueses, onde você poderá ver a troca da guarda real ao meio dia e andar pelos jardins à beira da água.





viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia
viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia viagens-copenhague-pacotes-dinamarca-escandinávia

Fotos: Angela Güzey
 

Olhando para o outro lado, o Opera House, que se pode chegar por barco. Para isso vá até ao Skuespilhuset, complexo que abriga o Teatro Real Dinamarquês. A vista é muito bonita, e o restaurante é ótimo. Se você fizer questão de estrelas Michelin no seu cardápio, poderá optar pelo Noma, que também se encontra quase em frente.

E que tal descansar um pouco andando de metrô? As composições sem condutores, pontuais e bonitas, são usadas principalmente do aeroporto para o centro da cidade com uma freqüência de saída a cada quatro minutos. Conveniente, não? 

Mas se chegou a hora de caminhar em meio ao comércio, a pedida é a Stroget, uma enorme avenida fechada aos carros, que começa nas imediações de Nyhavn, na importante Praça Kongens Nytor, e vai até outra grande praça a Radhuspladsen, coração da cidade. O famoso parque Tivoli se encontra ali. Voltando ao tema, o Illum e Magasin du Nord são duas lojas de departamento essenciais para quem quer boas e interessantes compras. Na Magasin há um supermercado que vai entreter a quem goste de comida claro, mas também de design (rótulos e embalagens, de uma plasticidade.... do saco de arroz a garrafa de água, tudo é bonito), e uma irresistível padaria. No térreo uma chocolataria artesanal....de enlouquecer! Atente que as lojas não funcionam até muito tarde, inclusive o comércio de rua. Na hora do almoço, faça como os dinamarqueses e coma um smorrebrod. Calma: trata-se de uma espécie de sanduíche aberto, com uma infindável variedade de opções. Aposte nos que reúnem coisas do mar. Na hora de pagar, lembre-se que embora faça parte da UE, a moeda local é a Coroa Dinamarquesa. Mas o Euro é aceito em quase todas as situações. Para trocas em moeda local, dê preferência às agencias bancárias. E que como em outros países escandinavos, a população fala fluente inglês.

Aproveite desse “mundo” organizado, seguro, de grande igualdade econômica, mas sobre tudo vibrante e belo!

ANGELA  GÜZEY - é psicóloga por vocação, e viajante e fotógrafa por paixão -

Termos de Uso do Portal
Este portal é de propriedade da Fui Viagens e Turismo, a qual se exime de qualquer ônus decorrente do mal uso das informações aqui disponíveis. Todo conteúdo - texto, imagens, vídeos, links -  deste portal é de propriedade intelectual privada. Sua divulgação - mesmo que parcial - não está autorizada.

Fui Viagens - Nossa Sra. de Copacabana 1183 Cobertura 2 - CEP 22070-011- Rio de Janeiro - Tel: +55 21 2227 3164 - 2113 9050 - info@fuiviagens.com.br
Horários de funcionamento: De Segunda à Sexta: 09:00 - 18:00 - Sábado e Domingo: Fechado
© 2018 FUI VIAGENS BRASIL - Todos os direitos reservados